O que é Ajuda Emocional?



o que é ajuda emocional?

Nossas emoções, algumas vezes nos tomam e quando isso acontece, sentimos desconfortos e emoções negativas vêm à tona e não conseguimos lidar com elas.

Nossas emoções têm uma origem sempre em nosso inconsciente e por esta razão algumas vezes não conseguimos lidar com elas, pois nem sabemos o que são, de onde vêm, porque e qual o seu propósito. Nestes momentos precisamos de alguém que nos ajude a lidar com estas emoções e isso não é uma tarefa fácil, justamente por ser algo que vem de nosso inconsciente.

Às vezes, quando sentimos por exemplo uma tristeza sem saber de onde vem e contamos a um amigo próximo, este vai nos dar conselhos como: não fica assim, não..., bola pra frente, coloca um sorriso no rosto, compra uma roupa nova que passa, enfim... , apesar da boa intenção, não nos ajuda em nada.

Na terapia, o psicólogo o ajuda a entrar em contato com estas emoções e buscam juntos compreendê-las. Algumas vezes são sinais de que precisamos mudar algo em nossas vidas, outras são falta de autoconhecimento emocional, pois não somos educados a compreender nossas emoções e assim, a vivemos intuitivamente, da melhor forma que pudermos. Todos nós somos assim.

Algumas vezes uma ajuda emocional pode significar um apoio moral e neste caso, qualquer pessoa leiga ( que não seja psicóloga) pode ajudar, mas estes casos acabam por serem mais um paliativo, pois as causas não foram trabalhadas. O psicólogo oferece uma ajuda emocional mas no plano psicológico, ou seja, através de técnicas comprovadas cientificamente ele realiza um trabalho de investigação e busca por compreensão sobre o significado do sofrimento e o resultado é um alívio do sofrimento, um crescimento pessoal, um avanço no seu autoconhecimento, um amadurecimento como ser humano. Este são apenas alguns resultados possíveis em uma psicoterapia.

Onde buscar auxílio?



Quando alguém sente necessidade de ajuda emocional, pode buscar primeiro no seu circulo de relações. Muitas vezes o simples “se abrir” com alguém, falar de seus sentimentos à uma pessoa de confiança oferece um suporte psicológico e emocional importante. Família, amigos, igreja, comunidade, são importantes fontes de suporte emocional. Mas em determinados casos só esta ajuda não é suficiente e quando isso ocorre, precisamos buscar a ajuda de um psicólogo que através de técnicas comprovadas cientificamente, vai ajudar você a lidar com fobias, depressão, ansiedade, dificuldades nos relaicionamentos, timidez, falta de perspectiva na vida e muitos outros sintomas.

O psicólogo caminha junto com o paciente, apoiando-no em seu processo de autoconhecimento a partir da exploração de suas emoções. Ele não vai dizer a você o que fazer, mas vai ajudá-lo a descobrir o que precisa fazer, por si só. Assim, durante o processo terapêutico, o paciente sente-se mais seguro para levar sua vida cotidiana, tendo um lugar especial só seu.

Como funciona o processo terapêutico?



Tudo o que é dito durante a sessão “fica ali mesmo”, ou seja, existe uma regra primordial para todo psicólogo que é o sigilo com relaçâo ao que seu paciente lhe traz. Nada do que você disser para o seu psicólogo será dito a outra pessoa. Assim, o paciente sente-se mais a vontade pois sente confiança em se expor e falar de si de uma forma que não é possível fazer em outro local.

Muitas pessoas acreditam que alguém vai ao psicólogo para que este lhe diga o que fazer e além de ser uma coisa improdutiva, não é o que ocorre na sessão de terapia.

O psicólogo se despoja de sí para oferecer-se aquele toda a atenção naquele momento da sessão, ao paciente. Este é o ator principal e vai descobrindo que também é o autor de sua própria vida.


Por: Roberto Dantas Vieira - Psicólogo, psicanalista e Sociólogo com Especialização em Psicologia Hospitalar, Teoria Psicanalítica e Mestrado em Psicologia

Compartilhe este artigo com seua amigos:

Commentários

Sergio Toledo

Parece que o texto fala pra mim..

07 de agosto 2018 - 7:00AMReply

Givaldo Silva

Eu tinha essa visão antes de fazer terapia pensava que era para o psicólogo me aconselhar, quando fiz, mudei de ideia, nunca imaginei que era uma coisa tão legal.

agosto 10, 2018 - 23:40AMReply

O que achou do artigo? Comente!


Obs importante: Seus dados ficarão protegidos. Só divulgaremos primeiro nome e comentário.


Posts mais recentes

Amor Submisso e Amor Dominante

Por: Roberto Dant. 04/2018


laços de amizade e aceitação Laços de Amizade e Aceitação

Por : Marco Antonio Luz. 04/2018


a-dependencia-emocional-ou-dependencia-ao-outro.php

Por: Marilia Souza 04/2018


Dependência e Co-dependência Afetiva

Por : André Grinb. 04/2018