Carregando Post...

Escolha com Quem Quer Brigar


Todos nós temos problemas, alguns são mais difíceis outros mais fáceis de resolver.  Além disso, algumas pessoas são mais assertivas na resolução de seus problemas outras não, mas a realidade é que de uma forma geral não podemos resolver todos os problemas, não somos deuses. 

Problemas todos temos e fazem parte da vida, resolvemos problemas a todo instante e nem percebemos: quando temos fome por exemplo e buscamos algo para comer estamos resolvendo um problema, quando estamos sem vontade de fazer algo mas fazemos mesmo assim porque precisa ser feito, também estamos resolvendo um problema.  Ao respirar estamos resolvendo o problema da necessidade de oxigênio.  Enfim, alguns problemas são mais importantes que outros, alguns resolvem necessidades básicas outros supérfluas. 

Quando estamos deprimidos sentimos mais dificuldades em resolver os problemas, mais ainda, quando são insolúveis ficamos remoendo-os o tempo todo nos lamentando e nos sentindo vítimas do destino.


A verdade é que precisamos ter uma visão mais objetiva da vida e seguir a conhecida oração da Serenidade: 

"Concedei-me Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras" 

Esta oração é perfeita, mostra em poucas palavras como devemos nos comportar frente aos problemas da vida. 

Determinadas pessoas nos fazem mal, precisamos nos afastar delas ou algum lugar, um emprego que lhe faz mal para a saúde, busque uma forma (segura) de mudar para outro mais adequado a você. 


Se você tem uma deficiência qualquer, seja física, psicológica, mental, material, que lhe foi imposta pela vida e que não pode mudar, aceite-a.

Difícil pensar assim, pois se você se lamenta por ter tal problema, por ter sido vítima do destino, se pergunta o tempo todo: "Por que eu?", deve se comparar aos outros e pode estar em seu íntimo estar pensando: "por que os outros não?  Por que logo eu?"  

Algumas pessoas se lamentam por terem tido uma educação negligenciada pelos pais na infância: "Por que tive de nascer nesta família?".   "Por que meus pais agiram assim?"


Tudo ocorre em um contexto, seus pais provavelmente tiveram a melhor das intenções mas erraram por ignorância ou porque estavam olhando para outros problemas e não tiveram como enxergar que poderiam fazer melhor...

Enfim,  temos de ter a consciência de que não podemos compreender todos os fenômenos da vida e que todos os acontecimentos, seja bons ou ruins, fizeram parte de nossa vida e eles nos fizeram ser quem somos hoje.  Fazem parte de nossa história. 

Têm coisas que estão além de nosso entendimento e só nos resta tomar as ações as quais estejam a nosso alcance., fazendo o máximo que pudermos. 

Assim, é preciso ter coragem para modificar as coisas que pudermos, sermos assertivos na resolução de problemas que estejam ao nosso alcance, buscando saídas objetivas.   Necessário também ter a Serenidade necessária para aceitar o que não podemos mudar, o que não está a nosso alcance, pois não podemos tudo.  E por fim, precisamos ter a Sabedoria necessária para distinguir o que podemos mudar e o que precisamos aceitar e olhar para a frente.


Roberto Dantas


Comentários

Deixe um Comentário